WhatsApp Image 2019-06-21 at 14.28.47

Entre alvorada, hasteamento , inaugurações  e shows musicais não faltaram homenagens à Queimadas no dia em que o município completa 135 anos de Emancipação Politica. Porém, entre tantos “presentes” o que mais chamou a atenção dos queimadenses  foi o grande número de pessoas, ou melhor, de ciclistas, que tomaram conta das ruas centrais da cidade na 1ª edição do Pedal da Emancipação.  Com cerca de 30 participantes, o passeio uniu confraternização, esporte e lazer em uma data especial para o município.

O evento teve concentração na Praça do Centenário, ás 06 h da manhã. A largada para o percurso de 20 Km aconteceu ás 09 h, após o hasteamento das bandeiras que aconteceu na Praça Everaldo Procópio de Oliveira  que contou com a presença do prefeito do município de Queimadas, André Andrade e de diversas autoridades do município, passando por ruas, avenida  do centro da cidade e algumas comunidades do interior do município a exemplo do Coxos o ciclistas levaram a mensagem de civismo e pertencimento a cidade.

“Além de estimular a prática de hábitos saudáveis e da atividade física, o Pedala Queimadas busca ser um momento de diversão e lazer para os ciclistas”, disse Miranda um dos integrantes do grupo. “Momentos como essa confraternização são importantes, pois reforçam os laços de amizade e a integração entre os participantes”.

De acordo com o Secretário de Educação um dos colaboradores do I Pedal da Emancipação o principal objetivo da pareceria é incentivar o cuidado permanente com a saúde, aliando o esporte à prevenção. “É uma parceria que funciona muito bem. Incentivando práticas saudáveis, buscamos unir lazer e diversão à consciência cívica”, afirmou.

Um pouco da história do Grupo Pedala Queimadas

Fundando em Janeiro deste ano, o Pedala Queimadas   tem como objetivos expandir a prática do ciclismo esportivo, proporcionando um condicionamento físico e mental que contribua para a melhoria da qualidade de vida dos participantes; incentivar o cidadão através da prática do ciclismo, que a bicicleta pode ser também um meio alternativo de transporte e locomoção; praticar o ciclismo como meio viabilizador de uma vida saudável individual e social, além de estabelecer relações entre o uso da bicicleta e a problemática ambiental; promover o espírito de competição e interação entre os participantes, bem como, refletir e aplicar noções de cidadania; e oportunizar aos participantes conhecer e contemplar as belas paisagens do município e seu entorno, além de explorá-las com a realização do evento, desenvolvendo o turismo local.

Colaborou : Prof. Sérgio de Mainar