A Vereadora do PCdoB, Vivia de Covas, protocolou no Ministério Público e no Tribunal de Contas dos Municípios, denuncias sobre supostas irregularidades na Câmara de Vereadores de ITIÚBA.

O suposto crime foi cometido entre abril e maio de 2021, quando o Presidente da Casa Legislativa, Marcelo do Ônibus, exonerou funcionários que ele havia contratado no início do ano e que ganhavam entre mil e duzentos a mil e setecentos reais e os recontratou ganhando de 3 a 4 vezes mais, alguns passaram a ganhar R$: 6 mil reais.
Além disso há suspeita também de superfaturamento em dispensas de licitação para outros serviços.

A Vereadora disse estar indignada com o que está acontecendo na Câmara de Vereadores de ITIÚBA “Estamos há 6 meses de governo e até hoje o Presidente da Câmara nunca convocou os colegas para uma reunião se quer, nunca nos informou sobre nada, ficamos sabendo dessa farra com o dinheiro público pelo portal da transparência. Não podemos ver tudo isso e ficarmos calados, pois quem cala é cúmplice e eu não irei me calar. A sociedade Itiubense está clamando por respostas”.
Disse Vivia.

Cidade em Notícias