O médico, cientista e coordenador do Comitê Científico do Consórcio Nordeste, Miguel Nicolelis, alertou para a possibilidade de não haver carnaval em 2022 na Bahia, caso medidas para frear o crescimento da pandemia não forem tomadas e respeitadas.

“Se nada for feito, se continuarmos com esses índices crescendo, com essas curvas crescendo assustadoramente, se as pessoas acharam que não ter carnaval em 2021 foi grave, a possibilidade da gente não ter carnaval em 2022 começa a ser real”, disse Nicolelis.

Ele reforça, que “essa situação parece que pode perdurar ao longo de todo o ano de 2021” e, para evitar que isso aconteça, decretos como o toque de recolher decretado no estado a partir da próxima sexta-feira (19), têm que ser seguidos pela população. Caso contrário, se tornam ineficazes. “Se nada for feito, não haverá solução com medidas paliativas que são conhecidas como sendo ineficazes em todo o mundo, como o toque de recolher”, afirmou.

Metro1