WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

dialab

otica elo

exa ambiental

elleve

localizacao>

maio 2022
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
blog antigo

:: ‘Regional’

Colisão entre carro e microônibus da Prefeitura de Santaluz deixa dois feridos na BA-120

Duas pessoas ficaram feridas após uma colisão entre um carro e um microônibus na BA-120, trecho do município de Santaluz, região sisaleira da Bahia, na tarde desta sexta-feira (5). O acidente aconteceu por volta das 14h, na altura do trecho de acesso ao povoado Junco.

De acordo com informações da Guarda Civil Municipal (GCM), o condutor do carro Volkswagen Polo, um representante comercial natural de Capim Grosso (BA), sofreu cortes no rosto e foi levado para o hospital em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O estado de saúde dele é desconhecido.

Já o motorista do microônibus, conforme a GCM, teve ferimentos leves e não precisou de atendimento médico. Segundo a Polícia Militar, que também atendeu a ocorrência, o acidente aconteceu quando o microônibus, que pertence à Prefeitura de Santaluz, fazia uma conversão na pista, mas a causa da batida ainda é desconhecida.

Notícias de Santaluz

HOMEM É MORTO A TIROS NO BAIRRO DO ALTO EM ITIÚBA

Um homem identificado como Reginaldo de Jesus Sousa vulgo Negão, foi morto a tiros na manhã deste domingo, 31 de outubro de 2021, no Bairro do Alto em ITIÚBA.

Segundo informações extra – oficiais, dois homens, teriam chegado a pé na residência que fica em uma rua sem saída e efetuado diversos disparos a queima roupa contra o homem que veio a óbito no local.

O homem que é morador do Bairro do Alto estaria na sua residência com a esposa e o filho. Após o crime os assassinos teriam fugido.

Ainda segundo informações, não haviam pessoas na rua onde o assassinato aconteceu, devido a uma competição esportiva que acontecia no bairro do Alto.

O Instituto Médico Legal – IML esteve no local, a Polícia investiga o crime, mas até o momento ninguém foi preso e não se sabe a motivação.

Maiores informações a qualquer momento.

Cidade em Notícias

#cidadeemnoticias
#itiuba
#itiúba
#obito
#PMBA #policiacivil #bairrodoalto

Thiago Aquino entra no ranking do ‘Top 10’ no YouTube

Foto: Divulgação

Vislumbrando o cenário de pós-pandemia, o segundo semestre de 2021 tem sido marcado pela retomada gradual das apresentações artísticas após um ano e meio sem perspectiva para os profissionais da música e do setor de eventos. No entanto, uma peculiaridade não saiu de moda: o consumo de música nas mídias digitais.

Nos últimos três meses, o relatório de retrospectiva oficial do YouTube confirma o que todo feirense já sabe: a ascensão meteórica do cantor Thiago Aquino. Mas, quais foram os artistas mais assistidos? O Sala de Bastidores, através da plataforma Charts, elencou as músicas mais escutadas pelos feirenses de julho à setembro deste ano.

Constatadamente, o feirense enfrentou os últimos 90 dias com a sofrência de Thiago Aquino, o piseiro de João Gomes, o sertanejo de Gusttavo Lima e Marilia Mendonça, entre outros. Confira os principais artistas:

Mundo Bita: 2.49M visualizações

João Gomes: 2.05M visualizações

Galinha Pintadinha: 2.04M visualizações

Fabiana Anastácio: 1.46M visualizações

Bolofofos: 1.22M visualizações

Mc Poze do Rodo: 1.21M visualizações

Marília Mendonça: 1.2M visualizações

Thiago Aquino: 1.18M visualizações

Gusttavo Lima: 1.16M visualizações

Tarcísio do Acordeon: 1.07M visualizações

6º BPM recupera moto furtada em Filadélfia

Por volta das 11h40, dessa terça-feira 19 de outubro, a guarnição da 5° CIA encaminhou uma moto Honda CG 125 preta, licença de Petrolina – PE. Este veículo foi apresentado na Depol juntamente com a vítima para fazer os procedimentos cabíveis.

Fonte: ASCOM/6° BPM

HOMEM FOI EXECUTADO NA PORTA DE SUA RESIDÊNCIA NO BAIRRO SÃO JORGE EM BONFIM

Na noite dessa quarta-feira, 20 de outubro de 2021, aconteceu mais uma execução na cidade de Senhor do Bonfim, e mais uma vez com os mesmos modus operandi, elementos a bordo de moto na autoria do crime.

Eram aproximadamente 22h15min, quando os autores ainda desconhecidos, chegaram na Rua Getúlio Vargas, nº 71, Bairro São Jorge, abriram fogo contra a vítima que permanece sem identificação, este foi atingido principalmente no pescoço e região torácica, falecendo no local.

Informações que uma pessoa que estava na casa no momento do crime se apossou de um caderno de anotações e saiu com destino ignorado.

O corpo foi recolhido pelos técnicos do DPT, e encontra-se aguardando reconhecimento por parte de familiares.

Blog do Netto Maravilha

Acusado de homicídio é morto durante festa em Serrinha

Um jovem de 23 anos foi morto a tiros em uma festa numa área particular no município de Serrinha, na madrugada deste sábado (16). A vítima foi identificada como Caíque Ferreira, residente na Rua São João, no bairro Vila de Fátima. Conforme o relato que consta no boletim de ocorrência, por volta de 03h20 um homem armado se aproximou do rapaz e atirou contra ele no meio da multidão. A vítima foi atingida na cabeça e morreu no local.

Ainda conforme o boletim, o criminoso se aproveitou do momento em que as luzes do palco foram apagadas para efetuar os disparos. Houve tumulto e correria entre os frequentadores do local e a festa foi encerrada.

O autor do crime ainda não foi identificado, mas o depoimento da família pode ajudar o trabalho de investigação da polícia, já que a vítima, segundo relatos, vinha sendo ameaçada.

Vítima respondia processo por homicídio – Conforme apurou a reportagem do PCS, Caíque era acusado de matar Anderson Fernandes de Jesus, mais conhecido como “Inho”, durante o desfile de um bloco na Praça Morena Bela, em setembro de 2018.

Ele foi preso em flagrante após o crime, mas foi solto meses depois

Fonte: Calila Notícias

CORRUPÇÃO NO MINISTÉRIO DA SAÚDE É PROBLEMA CRÔNICO

O problema da corrupção no Ministério da Saúde é tão antigo que não dá para estabelecer um marco inicial dessa prática criminosa, bastando, entretanto, buscar exemplos em casos emblemáticos ocorridos a partir do governo FHM até os dias atuais.

Antes de conhecer historicamente, nesse período, os fatos marcantes de atos de corrupção no Ministério da Saúde, precisamos entender que estão por trás dos episódios de corrupção que impactam sofrimento ao Ministério da Saúde, “o orçamento bilionário, a interferência política e o perfil descentralizador”, como observa o jornalista Olavo Soares, da Gazeta do Povo, em matéria publicada no dia 14/10/2021.

É sabido, pois, que o Ministério da Saúde, habitualmente, é palco de casos de corrupção, com episódios que envolvem expressivas quantias em dinheiro e figuras do primeiro escalão da política nacional, em casos registrados nos últimos anos, em governos bem distintos entre si, como lembra Olavo Soares, citando galerias de escândalos mais marcantes, a exemplo de ocorrências como a “Máfia dos Sanguessugas” (ou Máfia das Ambulâncias), identificada durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010); o “Calote da empresa Global”, que recebeu R$ 20 milhões e não entregou os medicamentos contratados, durante o governo Michel Temer (2016-2018) e “Máfia das Próteses”, também no governo Michel Temer.

O Tribunal de Contas da União (TCU) revelou em relatório produzido entre 2002 e 2011 que os atos de corrupção no Ministério da Saúde foram responsáveis pelo desvio de R$ 2,3 bilhões (2 bilhões e 300 milhões de reais), contemplando o último ano da gestão de Fernando Henrique Cardosos, a totalidade dos dois governos de Luiz Inácio Lula da Silva e o primeiro ano do mandato inicial de Dilma Roussef,

Para o atual vice-presidente da República, Hamilton Mourão,  os vícios favoráveis aos atos de corrupção no Ministério da Saúde são tão arraigados que não se consegue da noite para o dia eliminá-los, exigindo vigilância permanente do funcionamento de sua estrutura, entendendo que isso é responsabilidade dos gestores “que têm que estar atentos a isso o tempo todo”, porque o Ministério da Saúde detém alto orçamento, sendo menor apenas ao orçamento do Ministério da Educação.

Some-se a isso a interferência política, por meio das emendas parlamentares apresentadas pelos deputados federais e senadores em favor de seus estados e municípios (caminho propício aos desvios) e o próprio perfil descentralizador do Ministério, que “acaba sendo um grande distribuidor de recursos”, segundo revela o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que foi titular da pasta no início do governo Bolsonaro.

Com todo o esforço da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid 19, no sentido de encontrar algum fato consumado de corrupção no Ministério da Saúde, durante o governo Bolsonaro, nada foi encontrado, apesar do registro de algumas tentativas, a exemplo de propostas de vendas de vacinas com valores superfaturados, o que reforça a necessidade do governo  “estar atentos a isso o tempo todo”, como adverte o vice-presidente Hamilton Mourão.

As emendas parlamentares ocupam a maior proporção do orçamento do Ministério da Saúde em toda a sua história e são um habitual foco de corrupção, porque possuem conexão com um amplo “poder de barganha”, entre os envolvidos no processo, como alerta Olavo Soares, observando que a presença de militares no Ministério da Saúde tem inibido a prática desenfreada de atos de corrupção, apesar de apresentar deficiência na “estrutura de padronização técnica”, sendo mesmo o maior problema a “interferência política”, no entendimento do presidente do Conselho Nacional de Saúde, Fernando Pigatto.

O “perfil descentralizador” do Ministério da Saúde tem sido um dos focos de desvios de verbas, porque são repassados aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios valores para ações de saúde, inclusive e principalmente pelo sistema SUS e que muitas vezes não chegam a alcançar a sua destinação, além de repasses especiais, a exemplo das milionárias verbas distribuídas pelo governo federal para combate à Covid 19 e que foram inescrupulosamente, sem qualquer cerimônia, empregadas na compra de equipamentos hospitalares para Hospitais de Campanha, que nunca foram entregues, adquiridos em empresas de comércio de vinhos ou de produtos de maconha.

Como se vê, o problema da corrupção com verbas do Ministério da Saúde é crônico e os desvios de recursos estão longe de acabar, enquanto permanecerem os vícios arraigados na sua estrutura e prevalecerem as obrigações de atendimento às emendas parlamentares, focos principais de corrupção com o dinheiro que deveria estar salvando milhares de vidas pelo país.

*Josemar Santana é jornalista e advogado, especializado em Direito Público, Direito Eleitoral, Direito Criminal, Procuradoria Jurídica, integrante do Escritório Santana Advocacia, com unidades em Senhor do Bonfim (Ba) e Salvador (Ba). Site: www.santanaadv.com / E-mail: josemarsantana@santanaadv.com

NESTA SEGUNDA – FEIRA, 18 TEM A 2ª RODADA DO CAMPEONATO DE FUTSAL BAIRROS EM BELA VISTA DE COVAS

É nesta segunda – feira, 18 de outubro de 2021 em Bela Vista de Covas, a segunda rodada do Campeonato de Futsal de Bairros!!!

Logo após o torneio, tem o esquenta do Aquino com Alex Bahia!!!

Organização: Vereadora Vivia de Covas

Patrocinadores: Deputados BOBÔ e Josias Gomes

Apoio: Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, Administração, Saúde, Polícia Militar e Vira Copos Produções

Cidade em Notícias

PONTO NOVO: AÇÃO NA JUSTIÇA ELEITORAL PODE CASSAR MANDATOS DO PREFEITO THIAGO GILLENO E DO VICE ADELSON CARNEIRO

Uma Ação de Impugnação de Mandato Eleitoral (AIME) em andamento na Justiça Eleitoral da Comarca de Itiúba poderá afastar e até cassar o mandato do prefeito de Ponto Novo, Thiago Gilleno.

Foi protocolada ainda em 2020 pelo Partido Liberal (PL), e a audiência virtual de instrução está marcada para o dia 15 de dezembro de 2021.

Apesar de estar sob segredo de Justiça, cópia do despacho viralizou nas redes sociais neste fim de semana. Até então, quase ninguém na cidade sabia dessa ação, onde o PL alega abuso de poder econômico cometido pelos então candidatos a prefeito e vice, pelo Partido Social Democrático (PSD), Thiago Gilleno e Adelson Carneiro, nas eleições do ano passado.

Em 2010, o então prefeito Anderson Luz teve o mandato cassado por captação ilícita de sufrágio e abuso de poder econômico, e em seu lugar assumiu o segundo colocado nas eleições de 2008, Marcos Silva.

Blog do Netto

 

O SIGNIFICADO POLÍTICO DA PALAVRA “ÓDIO” EA PERSEGUIÇÃOSELETIVA PROMOVIDA PELO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

(Senhor do Bonfim, Bahia, 11 de outubro de 2021)

Em qualquer parte do mundo o significado universal da palavra “ódio”, que tem origem no latim (odiu), é um sentimento intenso de raiva e aversão e é chamado também de execração, raiva, rancor e ira, conforme definido no Novo Dicionário da Língua portuguesa e se traduz em forma de antipatia, aversão, desgosto, rancor, inimizade ou repulsa contra uma pessoa ou algo, assim como o desejo de evitar, limitar ou destruir o seu objetivo, de acordo com a definição dada pela Wikpédia, o Dicionário virtual, disponível na internet.

Sendo um sentimento definido em origens de diferentes da mesma forma, expressando aversão, raiva e repulsa extremadas, pelo mundo afora, como lembra José Roberto Guzzo, em recente artigo publicado no Jornal Gazeta do Povo, “ódio” mostra-se um sentimento de características comuns e que podem afetar, sem distinções, qualquer ser humano vivo.

No entanto, a política brasileira, com a ajuda da grande imprensa e impulsão dada pelo Supremo Tribunal Federal deu novo significado à palavra “ódio”, que passou a ser entendido como sentimento de conveniência contra alguma pessoa ou contra algo, como revelam as decisões judiciais da maior Corte de Justiça do país, que deveria ser o equilíbrio para manter o país seguro para o exercício da democracia.

Não é sem razão que Guzzo diz que aqui no Brasil, com esse comportamento interpretativo do STF e com apoio da grande imprensa, a palavra “ódio” quer dizer outra coisa, porque exprime como sensações negativas de apenas uma parte da população, não aberta a todos, tendo como resultado que uns sentem “ódio” quando se comportam de um determinado jeito e outros não sentem “ódio”, de forma alguma, mesmo se comportando exatamente da maneira.

E explica: o “ódio” “para a autoridade pública brasileira e para o mundo que vive pendurado nela, só pode se sentido e praticado por seguidores estremados do presidente Jair Bolsonaro. Os outros, façam o que fazerem, não odeiam ”, porque se alguém ousar dizer que é a favor de frechar as instituições, STF, principalmente, e, mais grave ainda, se for de ideologia de direita, defensor do conservadorismo, da família, contrário à ideologia de gênero e crente em Deus, portanto, adepto do bolsonarismo, sem dúvida você arranja um problema e tanto. Imaginem o sujeito dizer que é a favor do AI-5 (Ato Institucional nº 5), ou que gostava do regime militar, como adverte JR Guzzo, “nem é bom tentar”, porque o Ministro Alexandre de Moraes manda a sua polícia prender na hora.

No entanto, se alguém disser que quer ver o presidente Jair Bolsonaro de covid ou de qualquer outra doença, mesmo assassinado, não há problema – nesse caso, segundo a conveniente e enviesada interpretação do STF, de cunho abertamente esquerdista, não é manifestação de “Ódio”. E seria, então, o que ?, indaga o jornalista da Gazeta do Povo, dando ele mesmo a resposta: “Melhor não perguntar ao STF”. De certo, a nossa Alta Corte vai interpretar como sendo mais uma importante contribuição ao debate democrático.

Exemplo dessa interpretação diferenciada pela conveniência da proteção ao esquerdismo contra o direitismo ficou claro recentemente com a prisão absurda do deputado federal Daniel Silveira, em ato atropelador da Constituição Cidadã, justamente por um jurista que escreveu uma Constituição Interpretada, o Ministro Alexandre de Moraes, que também prendeu o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, passando, em ambos os casos, por cima das atribuições constitucionais do Ministério Público, a quem competiria denunciá-los por ilícitos penais, se existissem, enquanto o historiador e militante de esquerda Jones Manoel, de ideologia trotskista, destilando todo o seu furor de militante esquerdista, numa reunião do Sindicato da Construção Civil, em Fortaleza (CE), transmitida pelo Youtube, rede social que está 24 horas sob a vigilância do STF, até agora,nada aconteceu.

O que Jones Manoel disse foi muito mais grave do que disse Daniel Silveira e Roberto Jefferson, porque as meias palavras incitou os trabalhadores a “odiar” e “querer cuspir” na “burguesia”, nos patrões e até, vejam só, nos ministros do STF, afirmando que essa é uma das principais tarefas do militante político moderno e consciente, proporcionando que é “estimular o ódio de classe”, finalizando o seu discurso dizendo que sem “ódio” não é possível falar da “revolução” no Brasil.

Sem adotar qualquer atitude contra Jones Manoel, o STF, calado, consente que a perseguição contra os direitistas, os conservadores, os bolsonaristas, é seletiva. Sendo esquerdista, como tem se revelado a tendência do STF, com 9 (nove) ministros escolhidos por presidentes de esquerda (FHC, Lula, Dilma e Temer), mais de 250 insultos ao Presidente da República não significa motivos para conter a fúria esquerdista, mas a resposta simples de Bolsonaro as melhorias que são aplicadas, podem e são entendidos como as instituições democráticas.

É a prova concreta de que o STF adota uma perseguição seletiva contra quem levanta a voz contra sí, se é de direita e bolsonarista, sendo permitido tudo a quem é esquerdista de qualquer linhagem, por mais radical e sanguinária que seja, o que tem alimentado a construção de uma definição de política de “ódio” de acordo com uma conveniência ideológica interpretativa da nossa maior Corte de Justiça do país. Lamentável !!!

* Josemar Santana é jornalista e advogado, especializado em Direito Público, Direito Eleitoral, Direito Criminal, Procuradoria Jurídica, integrante do Escritório Santana Advocacia, com unidades em Senhor do Bonfim (Ba) e Salvador (Ba). Site: www.santanaadv.com / E-mail: josemarsantana@santanaadv.com

otorrinos

i7 telecom

clinica viver

pro saude

santana advocacia

clinica vida



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia